quinta-feira, janeiro 11, 2007

SIMzices - teologia abortista 1

É o fim do mundo! Os abortistas devem ter caído do cavalo a caminho de Damasco e... acabam de ter acesso à "revelação" - "deus" mudou de campo, deixando a igreja no terreno adversário e os crentes confusos e... descrentes!

«A historiadora Fina d`Armada, defensora do «sim» no referendo ao aborto, citou hoje a Bíblia para garantir que «Deus atribui um mero valor pecuniário ao feto e deixa claro que a vida da mãe é mais importante», noticia a Lusa.
http://www.portugaldiario.iol.pt/noticia.php?div_id=&id=755732
Versão integral, não integrista (esperemos que não entrem já por aí os Califas da nova... "teologia"):
http://micportugal.org/index.htm?no=2200341

"os deuses devem estar loucos", ou antes, os abortistas!... Como no passado o tentador insinuava: "se és Deus, atira-te deste precipício que os anjos te hão-de socorrer", hoje diz: "se és crente e segues o Deus de Moisés, tens de aceitar a letra do livro, que uma vida equivale a um punhado de moedas... "

Já agora quantas seriam? Trinta dinheiros?...

Bom, a filósofa que pregou tal boa(?)-nova não é uma sujeita qualquer armada em fina, é ela própria Fina d`Armada, vencedora em 2005 do Prémio Mulher Investigação Carolina Michaelis Vasconcelos.

Será...

Os júris, esses sim, devem estar loucos!

Luís Botelho Ribeiro

2 comentários:

Mário da Silva disse...

Devem ter caído do cavalo e batido com a cabeça no chão.

LBR disse...

Estes(as) gajos(as) do "sim" não olham a meios mesmo. A mentira é... quanto maior melhor. Até na citação dum texto tão disponível como a Bíblia, que qualquer um pode verificar, adulteram sem o mínimo pejo (ou então andam com bíblias mormons ou ortodoxas turcas, só para chatear os católicos)...

Onde a Fin(óri)a diz citar literalmente isto: (Êxodo, XXI, v. 22) Deus ordenou a Moisés: «(quem) ferir uma mulher pejada, e for causa de que aborte, mas ficando ela com vida, será obrigado a ressarcir o dano, que pedir o marido e os árbitros julgarem».

O que se pode ler na 16ª edição da "Bíblia Sagrada", difusora bíblica, 1992, é na verdade assim que figura:

«Se, no decurso duma altercação entre homens, um deles for de encontro a uma mulhe grávida, e se ela der à luz sem outras complicações, o culpado ficará sujeito à indemnização imposta pelo marido da mulher, que pagará na presença dos juízes.»

Que diferença!... Esta gente aborta em qualquer lado, até sobre a Bíblia.

L.B.R.